MATÉRIAS/REVIEWS
 
  
 
08/10/2015
REVIEW - CINEMA: EVERESTE
 
 
Evereste
 
 
 
 
 
 
 
 


Dramas baseados em fatos reais, principalmente quando focados num desastre de qualquer espécie, costumam ser um tanto previsíveis: sabemos que muito sofrimento faz parte do pacote e até mesmo podemos deduzir quem vai ser o "herói" ou vai morrer por último, talvez até sobreviver, apenas observando quem no elenco é mais famoso.

Evereste (Everest), do diretor islandês Baltasar Kormákur, não é exceção a essa regra. Ainda que bem realizado, com uma produção caprichada, peca em investir nos mesmos clichês de sempre, ainda por cima evitando demasiadamente os conflitos.

A trama acompanha a trajetória de duas expedições ao topo do Evereste. Como era de se esperar, a jornada, que nunca é fácil, se prova ainda mais difícil depois de uma sequência de erros e imprevistos, se tornando uma luta pela vida na qual nem todos saem vitoriosos.

O mais estranho em Evereste é sua inconsistência. Ao mesmo tempo em que apela para um clichê dos mais manjados como um personagem que tem "um mau pressentimento" e ainda liga para falar com sua família prenunciando o desastre, consegue sim desenvolver uma pequena parte dos protagonistas ao ponto de nos importarmos com eles, de termos alguma empatia.

Se consegue isso com alguns personagens, o restante, que é a grande maioria, fica tão em segundo (ou terceiro, quarto...) plano, que mal lembramos seus nomes. No final das contas, o filme até prende por suas qualidades, mas os deméritos que se assomam nos fazem o tempo todo pensar que tudo poderia ter sido muito melhor.

Jason Clarke e Jake Gyllenhaal interpretam Rob Hall e Scott Fischer, os líderes das expedições, que num primeiro momento parecem ter algumas diferenças, que são totalmente esquecidas conforme o longa segue, enfraquecendo a trama, principalmente depois de vermos Scott cometer inúmeros erros. Fica a clara impressão de que, para não cair na armadilha de botar a culpa das mortes em uma só pessoa, a produção preferiu fugir do assunto, mas não fez isso com habilidade, afinal primeiro desenvolveu o antagonismo e apontou as falhas, para depois simplesmente deixar tudo de lado.

O destaque mesmo vai para os dois personagens mais humanos, Doug Hansen (John Hawkes) e Beck Weathers (Josh Brolin), esses sim um tanto desenvolvidos e cativantes, principalmente o primeiro.

Elenco: Jason Clarke, Josh Brolin, John Hawkes, Robin Wright, Michael Kelly, Sam Worthington, Keira Knightley, Emily Watson, Jake Gyllenhaal. Direção: Baltasar Kormákur.

Leonardo Vicente Di Sessa é jornalista e crítico de tudo relacionado à cultura pop. Além de colaborar com o HQ Maniacs, mantém também o Fala Animal! - http://fala-animal.blogspot.com.br -, blog sobre quadrinhos, cinema e seriados.

Veja também:
- Galeria com 12 imagens do filme
- Notícias, vídeos e notas de produção de Evereste
- Outros reviews e matérias

  facebook


 


 

Seções
HQ Maniacs
Redes Sociais
HQ Maniacs - Todas as marcas e denominações comerciais apresentadas neste site são registradas e/ou de propriedade de seus respectivos titulares e estão sendo usadas somente para divulgação. :: HQ Maniacs - fundado em 19.08.2001 :: Brasil